Arquivo | crianças RSS feed for this section

Ser Mãe.

13 Abr

Me lembro até hoje, como foi que descobri que iria me tornar mãe, num dia simples de trabalho na hora da pausa para o almoço tínhamos mania de ir se deitar no estoque da cafeteria onde trabalha, e sempre que eu ia me levantar tinha tonteiras, não podia sentir o cheiro dos salgados.Aí eu já comecei a desconfiar, mais não tinha certeza porque até então não tinha tido atraso menstrual,que ao contrario sentia muitas cólicas, ate sangra eu havia sangrado.
Continuei a minha vida normalmente, ate que um dia tomei um porre de campari, acreditem faltei ir para a casa de quatro de tão ruim que eu fiquei, e naquela madruga achei que iria morrer, pois me deu uma forte cólica, que não parava, mais não sabia que estava  grávida.
Assim que recebi meu pagamento em janeiro resolvi marca uma ultrassom endovaginal para tirar as duvidas,porque não confiava em exame de farmácia, isso porque já tinha feito  e dado positivo.Pronto lá vai eu pro médico, sozinha…Chegando lá eu morrendo de medo,fui fazer o exame, quando o medico introduziu o aparelho pra começar o exame eu já estava chorando horrores, ai quando olho pra tela e vejo aquele pequeno caroçinho já estava  desabando a chorar de novo, ao escutar o coração foi uma mistura de medo, felicidade e remoço.
Assim que o exame terminou resolvi ligar pra minha mãe, para contar, morrendo de medo da sua reação, afinal tinha 24 anos mais morava com meus pais,e ela tinha acabado de ter uma neta dois dias antes da minha descoberta.Lembro ate hoje da sua reação ,liguei pra ela morrendo de tanto chorar e disse:MÃE,TA SENTADA?SE NÃO TIVER SENTA,PORQUE VOCÊ VAI SER VOVÓ DE NOVO, naquele momento pensei comigo ela vai me xingar de toda, me chamar de irresponsável e tudo mais pra minha surpresa ela simplesmente disse:AH ,NÃO! DE NOVO.
E depois segui para o meu trabalho, todo mundo esperando pra saber o resultado, mais enfim naquele dia a minha vida mudou.
Apesar de não ter  o apoio do pai da minha filha, segui com a gravidez normalmente, confesso que pensei no aborto,mais Graças a DEUS isso não se concluiu, ganhei todo o enxoval, algumas coisinhas eu comprei porque toda mãe quer da seu toque no enxoval…Trabalhei ate as 35 semanas de gestação pois estava começando a passar mal.Quando foi no dia 1° de agosto de 2008 a minha princesa veio ao mundo através de uma cesariana, cheia de saúde, foi uma emoção pra mim.

Muitas pessoas dizem que ser mãe é padecer no paraíso,se for pra ser assim quero padecer, pois ser mãe é simplesmente uma forma sublime de amor, deixei de lado noitadas com amigas, bebedeiras, baladas, as minhas loucuras, para me dedicar para ela.O sorriso dela é a chama da minha existência, ta certo que perco a paciência, mais só os seus abraços acalmam meu coração.
Ser mãe é abrir mãos dos seus sonhos e sonhar a dos seus filhos, é deixar de comer para alimenta-los.Ser mãe é ser amiga confidente, apesar que ainda não cheguei nessa fase.
Ser mãe é dormi noites mal dormidas para cuidar quando se está doente,é brigar com outros para protege-los.
Abrir mãos de varias oportunidades para não ter que perde a minha filha,não posso dar as coisas mais caras desse mundo, mais dou os básicos para lhe torna uma grande menina, uma grande mulher.

Se pudesse transmitir através de palavras todo o amor e a alegria de pode ser mãe,seria contagiante,as vezes quando vejo noticiários sobre recém nascidos abandonado, me vem a cabeça qual foi a atitude desesperadora que fez essa mulher abandonar um ser que viveu todas as emoções com ela durante 9 meses.Porque simplesmente põe no mundo uma parte de você e o deixa desprotegido.
A adoção é um modo de apagar a dor desses pequenos seres que vão crescer sabendo que foi abandonado por aqueles que deveriam ter dado o amor,carinho e proteção.Mais a adoção é a mais pura forma de retribuir o carinho que eles perderam, e poder dar a eles uma nova visão de um futuro melhor.

Ser mãe é se doar por inteiro, sem querer recompensa no final, porque criamos filhos para o mundo e não para Nós.

Anúncios